fbpx

Você pode ser uma pessoa que se questiona: ‘‘mas será que alguém ainda lê e-mail hoje em dia?’’ As pesquisas nos mostram que sim. 

De acordo com o site Statista, o número de usuários de e-mail ao redor do mundo chegou a 2,9 bilhões, em 2019, mais de um terço da população.

Dados do MarketingSherpa, instituto de pesquisas em marketing, apontam ainda que 72% dos consumidores escolhem o e-mail para receber comunicações de empresas e marcas.

Portanto, é bem provável que o público-alvo da sua empresa esteja entre essas pessoas, certo?

A verdade é que o e-mail é uma ferramenta muito poderosa para informar, engajar e manter um relacionamento próximo com os seus clientes.

Ele é a mídia mais antiga do marketing digital, a que veio antes de todas as outras, e uma escolha inteligente quando você precisa divulgar sua empresa e fidelizar clientes com baixo custo de investimento.

Durante muito tempo, o e-mail foi sinônimo de spam e comunicações intrusivas porque as empresas aplicaram nele a lógica dos meios de comunicação tradicionais: comunicar tudo para todos de maneira massiva.

Devido aos avanços da automação, ao surgimento do marketing de permissão e da entrada de grandes players no mercado que investiram pesado na criação de softwares para potencializar este canal, hoje o e-mail é o melhor lugar para entregar a mensagem certa, para a pessoa certa, na hora certa, graças ao seu caráter one to one: comunicação de um para um, segmentada e personalizada.

Ao contrário do que muitos acreditam, o e-mail marketing não morreu e pode ser uma ótima maneira de crescer seu negócio como mostraremos a partir de agora neste artigo.

7 motivos para você investir no e-mail marketing

O isolamento social e a interrupção das atividades do comércio em geral trazidos pela pandemia do novo coronavírus acelerou a migração das empresas para o digital.

Quem já vinha fazendo um bom trabalho de comunicação junto aos consumidores precisou de menos tempo de adaptação em relação aos que tiveram que começar do zero.

Com isso, as empresas tiveram como grande desafio mostrar aos seus clientes o que estão fazendo no cenário de pandemia e de que forma poderiam seguir atendendo-os.

Por muitos meses, reter compradores e consolidar o diálogo com estes foi mais indicado do que atrair novos, visto que gerar uma segunda venda para o mesmo cliente – que já conhece e considera a sua marca – é mais em conta em tempos tão difíceis.  

As marcas passaram, então, a usar sua base de e-mail para cumprir com esses objetivos além de enviar pesquisas para entender como os clientes querem comprar agora, quais são suas necessidades pontuais e de que forma poderiam continuar fazendo sentido no ‘‘novo normal’’ dos seus compradores.

De acordo com Rafael Martins, fundador da Tudo Share, é o e-mail que vem ajudando as marcas com insights valiosos e que estão direcionando boa parte da sua estratégia de atuação em marketing digital.

A possibilidade de trocar mensagens de forma direta, personalizada de acordo com as interações que as pessoas já tiveram com a sua marca e de mensurar e analisar isso tudo fazem do e-mail uma das maneiras mais pessoais e recomendadas para criar relacionamento e, no final das contas, aumentar as vendas da sua empresa.

Se mesmo assim você ainda não está convencido da importância do e-mail marketing na sua estratégia, separamos 7 motivos para você investir hoje mesmo nele, de acordo com a fundadora do blog Tudo Orna, Débora Alcântara: 

#1 Todo mundo tem um e-mail. As pessoas precisam dele para se cadastrar no Facebook, no Instagram, no LinkedIn, etc. o e-mail é o CPF de qualquer conexão digital;

#2 No envio do e-mail você tem controle total da distribuição da sua mensagem, ou seja, não existe nenhum algoritmo que pode sabotar a entrega do seu conteúdo;

#3 O relacionamento é 100% genuíno, todas as pessoas que se cadastraram para receber conteúdos querem mesmo receber;

#4 A comunicação é direta, um a um, e não é plural como nas redes sociais;

#5 Quem detém os dados é a sua empresa e não uma empresa terceira;

#6 O e-mail é o lugar onde recebemos o que realmente é importante: passagens aéreas, notificações bancárias, transações de compra, etc;

#7 É uma das mídias que tem menor custo para trabalharmos e um investimento pequeno em relação ao que gastamos com mídia paga.

Como obter o e-mail dos seus clientes

Depois de falarmos da importância do e-mail marketing e deixarmos bem claro que ele não é mais um canal de comunicação em massa, onde as mensagens enviadas estão longe de ser relevantes para quem as recebia, precisamos mostrar como você pode obter o endereço de e-mail dos seus clientes e começar a por em prática todos os benefícios que a ferramenta possibilita.

A Rock Content, empresa global de marketing de conteúdo, aponta que o primeiro passo para começar a coletar e-mails é adicionar no seu blog ou site um espaço onde seus visitantes podem cadastrar seus e-mails para receber comunicações suas, como newsletters, promoções e novidades. 

Vale lembrar que quanto mais simples for o processo para seus usuários cadastrarem seus e-mails, mais endereços você vai coletar.

Você também pode fazer publicações específicas nas redes sociais convidando as pessoas para entrarem em sua lista e receber conteúdos de valor que serão produzidos por seu time.

Empresas que possuem contas comerciais nas redes sociais podem fazer anúncios para que suas publicações cheguem a mais pessoas ou obter o contato dos usuários através de formatos específicos para essa captação, como com anúncios de conversão e cadastro de formulários.

Outra possibilidade trazida pelo marketing digital que conhecemos hoje é o uso de landing pages, páginas da web que têm o objetivo específico de captar leads para deixarem suas informações para contato, incluindo o e-mail.

Em abril deste ano, promovemos uma live ao lado de um grande parceiro da Easy Auth para falar como as empresas podem fidelizar clientes e manter seus negócios ativos através do Wifi Marketing.

Uma das estratégias que implementamos foi a criação de uma landing page para que as pessoas pudessem deixar seus e-mails e com isso garantir acesso a sala de transmissão.

Assim, foi possível mandar e-mails lembrando que a live já iria começar, enviar a gravação e os materiais apresentados para quem não pôde estar ao vivo conosco e iniciar um processo de relacionamento com os contatos gerados.

Essa transmissão ainda está disponível e você pode se cadastrar para assisti-la neste link.

Por último, mas não menos importante, o Wi-Fi que você disponibiliza a seus clientes pode ser o seu maior aliado para captar e-mails e consolidar um relacionamento com todos que passaram pelo seu estabelecimento.

Tudo que você precisa é de um sistema de hotspot em sua rede Wi-Fi, além de garantir que todos acessem a internet com qualidade e segurança, permite que você tenha domínio sobre quem é seu público-alvo e passe a tomar decisões baseadas em dados e não mais em achismos.

Usando o e-mail dos seus clientes para criar relacionamento e vender mais

Quando um usuário está navegando pelo seu site ou blog e decide cadastrar o e-mail em alguns dos pontos estratégicos que você estabeleceu para isso acontecer, ele está demonstrando claro interesse em receber o que você tem a entregar e está lhe dando carta branca para iniciar uma conversa.

Via de regra, só podemos mandar e-mail para as pessoas que autorizaram esse recebimento, seja assinando uma newsletter ou respondendo ao cadastro para acessar o Wi-Fi do seu estabelecimento.

As más práticas na gestão de uma base de e-mails, como comprar listas, enviar sem autorização de recebimento do usuário e disparar os mesmos assuntos para uma massa de pessoas, não considerando quais informações elas preferem receber, ainda mancham a imagem de um canal de comunicação tão eficaz como o e-mail.

Com softwares de automação de marketing que incluem o e-mail marketing é possível separar seus contatos em grupos que possuem informações específicas em comum e direcionar a comunicação que melhor se encaixa com estes perfis.

Essa prática é muito comum em e-commerces, onde as ferramentas analíticas mapeiam quais produtos determinado cliente comprou para que, a partir dessa informação, ele passe a receber descontos e promoções daquele mesmo produto ou semelhantes, tudo isso no seu e-mail.

Se você não vende através de lojas online, mas mesmo assim deseja aumentar a visibilidade da sua marca nas redes sociais, uma solução muito eficaz é importar a sua base de e-mails nas plataformas de anúncios de canais como Facebook e Google.

Sabe quando você pesquisa por um produto e depois passa a ver esse produto em todas as outras páginas que visita, como se fosse um sinal para você comprar?

Essa é uma estratégia de marketing digital muito utilizada por empresas que vendem online e se chama remarketing.

Apesar de ser mais trabalhado em grandes ecommerces do varejo, o remarketing pode ser aplicado em qualquer negócio que queira reforçar uma mensagem ou um produto a quem já foi impactado pela marca ao menos uma vez.

Empresas que possuem os dados dos seus clientes, como e-mail e telefone, conseguem executar essa estratégia e até mesmo alcançar pessoas que possuem o mesmo perfil de quem já comprou de você em algum momento.

Muito interessante, não é mesmo?

Esperamos que com essas informações você passe a considerar a ideia de obter o e-mail dos seus clientes e aproveitar este canal para enviar conteúdos relevantes, além de descontos e promoções.


0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *